Novo Call of Duty irá voltar às raízes, confirma Activision



Lançado em novembro de 2016, o último título da franquia Call of Duty, Infinite Warfare, desagradou muitos por perpetuar os conceitos espaciais que a série adotou há poucos anos, embora suas vendas tenham sido altamente significativas, principalmente, nos Estados Unidos. Agora, em uma chamada de investidores, a Activision confirmou que a série voltará às origens.

A nova entrada prevista para 2017, desenvolvida pela Sledgehammer Games - responsável por outras obrascomo Call of Duty: Advanced Warfare –, irá trazer de volta o combate tradicional como ponto central da produção, conforme declarado por Thomas Tippl, chefe de operações da Activision.

O executivo reitera ainda que as inovações apresentadas por Infinite Warfare foram bem vistas, porém não conseguiu apelar para todos os fãs da série. Segundo o CEO da Activision Eric Hirshberg, entretanto, o Call of Duty de 2017 manterá a franquia fresca e com vitalidade, exibindo também novidades que vão ressoar aos fãs.



Na última linha da imagem lê-se: "O título de 2017 vai levar Call of Duty de volta às raízes".

Hirshberg afirma que o novo título está sendo há mais de dois anos, algo costumeiro à Call of Duty, visto que três estúdios são incumbidos a desenvolver os jogos da série, sendo eles Infinity Ward, Treyarch, e Sledgehammer Games. A quantidade de produtoras permite que a franquia tenha uma rotatividade entre elas em termos de desenvolvimento.

Para exemplificar, em 2014 foi lançado Advanced Warfare pelas mãos da Sledgehammer, enquanto o ano subsequente foi palco para a chegada de Black Ops 3 sob a marca da Treyarch, enquanto 2016 foi o ano em que a Infinity Ward mostrou Infinite Warfare ao mundo. Portanto, seguindo a lógica da rotação, 2017 seria o ano da produção da Sledgehammer.

Sem data data ou janela de lançamento confirmada, o novo Call of Duty deve ter maiores informações reveladas em março ou abril deste ano.
Fonte: Comboinfinito
Compartilhar no Google Plus

About Douglas (JordanMC)

    Comentários do Facebook
    Comentários do Blogger

0 comentários:

Postar um comentário